Páginas

quarta-feira, 13 de junho de 2012

"À medida que" ou "à medida em que"?


"À medida que" ou "à medida em que"?

Li achei muito interessante resolvi compartilhar afina é sempre muito bom quando precisamos.

Diz-se "à medida que" ou "à medida em que"?

Aqui, não se trata do "a" sem acento, como na frase "A medida que ele tomou é drástica". Não é esse o caso. O que estamos discutindo é a locução conjuntiva "à medida que", a qual alguns preferem, erroneamente, substituir por "a medida em que". A forma correta é "à medida que".

terça-feira, 12 de junho de 2012

Detalhes


 O velho porteiro do palácio chega em casa, trêmulo. Como faz sempre que tem baile no palácio, sua mulher o espera com café da manhã reforçado. Mas desta vez ele nem olha para a xícara fumegante, o bolo, a manteiga, as geléias. Vai direto à aguardente. Atira-se na sua poltrona perto do fogão e toma um longo gole da bebida, pelo gargalo.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

A DESPEDIDA DO TREMA




"Estou indo embora. Não há mais lugar para mim. Eu sou o trema. Você pode nunca ter reparado em mim, mas eu estava sempre ali, na Anhangüera, nos aqüíferos, nas lingüiças e seus trocadilhos por mais de quatrocentos e cinqüenta anos.

Mas os tempos mudaram. Inventaram uma tal de reforma ortográfica e eu simplesmente estou fora. Fui expulso pra sempre do dicionário. Seus ingratos! Isso é uma delinqüência de lingüistas grandiloqüentes!

O resto dos pontos e o alfabeto não me deram o menor apoio. A letra U se disse aliviada porque vou finalmente sair de cima dela. Os dois pontos disseram que eu sou um preguiçoso que trabalha deitado enquanto ele fica em pé. Até o cedilha foi a favor da minha expulsão. Aquele C cagão que fica se passando por S e nunca tem coragem de iniciar uma palavra. E também tem aquele obeso do O e o anoréxico do I. Desesperado, tentei chamar o ponto final pra trabalharmos juntos, fazendo um bico de reticências, mas ele negou, sempre encerrando logo todas as discussões. Será que se deixar um topete moicano posso me passar por aspas?

A verdade é que estou fora de moda. Quem está na moda são os estrangeiros. O K e o W, "Kkk" pra cá, "www" pra lá. Até o jogo da velha, que ninguém nunca ligou, virou celebridade nesse tal de Twitter, que, aliás, deveria se chamar TÜITER.

Chega de argüição, mas estejam certos, seus moderninhos, haverá conseqüências! Chega de piadinhas dizendo que estou "tremendo" de medo. Tudo bem, vou embora da língua portuguesa. Foi bom enquanto durou. Vou para o alemão. Lá eles adoram os tremas. E um dia vocês sentirão saudades. E não vão agüentar!

Nós nos veremos nos livros antigos. Saio da língua para entrar na história.

Adeus,
Trema."

sexta-feira, 8 de junho de 2012

O lenhador e a raposa





Ele não pensou duas vezes



Um lenhador acordava às 6 da manhã e trabalhava o dia inteiro cortando lenha, só parando tarde da noite. Ele tinha um filho lindo de poucos meses e uma raposa, sua amiga, tratada como bicho de estimação e de sua total confiança. 

Todos os dias o lenhador ia trabalhar e deixava a raposa cuidando do bebê. Ao anoitecer, a raposa ficava feliz com a sua chegada.

Os vizinhos do lenhador alertavam que a raposa era um bicho, um animal selvagem, e, portanto não era um animal confiável, e quando sentisse fome comeria a criança. O lenhador dizia que isso era uma grande bobagem, pois a raposa era sua amiga e jamais faria isso. Os vizinhos insistiam: “Lenhador, abra os olhos! A raposa vai comer seu filho. Quando ela sentir fome vai comer seu filho!”

Um dia o lenhador, exausto do trabalho e cansado desses comentários, chegou em casa e viu a raposa sorrindo como sempre, com sua boca totalmente ensanguentada. O lenhador suou frio e, sem pensar duas vezes, acertou um machado na cabeça da raposa. Desesperado, entrou correndo no quarto. Encontrou seu filho no berço, dormindo tranquilamente, e ao lado do berço uma cobra morta.

Autor desconhecido.

quinta-feira, 7 de junho de 2012

ACENTOS

Bom dia!!!

Não poderia deixar de publicar essa preciosidade aqui. 

Afinal , é sempre  útil.

Ótimo dia a todos!!

Bjus.

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Uma verdade prática


Bom dia!!!

Há tempos que navegando encontrei essa imagem que por sua simplicidade me deixou intrigada por ser uma afirmação tão realista.

Ótimo dia a todos!!




Bjus.

terça-feira, 5 de junho de 2012

As espigas


  
Um camponês seguia pelos campos com o filho para ver quando o milho ficaria maduro.
Papai, disse o menino, por que algumas espigas se inclinam tanto para o solo e outras se erguem tão para o céu?

segunda-feira, 4 de junho de 2012

O quadro


Um homem havia pintado um lindo quadro. No dia de apresentá-lo ao público, convidou todo mundo para vê-lo.

Compareceram as autoridades do local, fotógrafos, jornalistas, e muita gente, pois o pintor era muito famoso e um grande artista. 

sábado, 2 de junho de 2012

Como estou em pleno Sábadão.


Mas vamos que vamos, afinal quem disse que seria fácil, né.

Ótimo Final de Semana a todos.

Bjus

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Bom dia!!


Que seja belo e alegre teu despertar.
Que nele encontre todas as coisas
bonitas desta vida.
O canto dos pássaros.
O perfume das flores.
O sorriso de uma criança.
A pureza de um olhar.
O calor de um amor.
E que teu coração mantenha sempre
a porta aberta, para receber tudo de
bom que a vida te reserva!!
Bju.

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Prova falsa.



Stanislaw Ponte Preta
(Sérgio Porto)

Quem teve a ideia foi o padrinho da caçula - ele me conta. Trouxe o cachorro de presente e logo a família inteira se apaixonou pelo bicho. Ele até que não é contra isso de se ter um animalzinho em casa, desde que seja obediente e com um mínimo de educação.
— Mas o cachorro era um chato — desabafou.
Desses cachorrinhos de raça, cheio de nhém-nhém-nhém, que comem comidinha especial, precisam de muitos cuidados, enfim, um chato de galocha. E, como se isto não bastasse, implicava com o dono da casa.

quarta-feira, 30 de maio de 2012


Booooa noitee!!! 

Há tempos não passo por aqui, porém como sempre, volto...
Durante esse tempo tenho estado distante por causa do curso de pós que inventei fazer, tem sido legal, mas confesso que o tempo voa. 
Mas, vou aparecendo sempre que posso, porque sabe né,  adooooooroo estar por aqui...




Bjus